Sábado, 27 Junho 2020 20:41

PL 1.013/20 - Deputado Bobô critica projeto que prejudica entidades e ex-atletas Destaque

Avalie este item
(1 Votar)

"É inaceitável que, enquanto o país se preocupa em salvar vidas e ver como reerguer a economia e  garantir empregos, alguns políticos aproveitam para emplacar medidas que só pioram a vida de  setores da sociedade".

bobo dep

25/06 - FOTO: GOOGLE / FONTE: http://deputadobobo.com/noticia/45361/deputado-bobo-critica-projeto-que-prejudica-entidades-e-ex-atletas

 Essa indignação é do deputado estadual Bobô (PCdoB), ao se referir ao PL 1.013/20, aprovado pela  Câmara dos Deputados, no dia 17. A matéria segue para análise do Senado. De autoria do deputado  federal Hélio Leite (DEM/PA), o projeto suspende o pagamento do parcelamento de dívida dos clubes  durante a pandemia de coronavírus.


Segundo o parlamentar, o problema é que o relator do PL, deputado Marcelo Aro (PP-MG) e também  dirigente da CBF, incluiu a revogação o artigo 57 da Lei Pelé. "Se refere às contribuições para a  assistência social e educacional de atletas profissionais, ex-atletas e atletas em formação. Um benefício garantido por entidades esportivas, como a FAAP e AGAP Bahia, após repasse dos clubes", pontua.

IMPEDIR O ABSURDO

A Federação das Associações de Atletas Profissionais (FAAP) explica que essa assistência existe a mais  de 45 anos. Ela ajuda na qualificação profissional de atletas, depois que encerram suas carreiras;  garante auxílios financeiros na forma de cestas básicas para ex-atletas desempregados e sem  condições de trabalho; compra de medicamentos; exames laboratoriais, pequenas cirurgias; auxílio  funeral e pagamento das contribuições previdenciárias para atletas desempregados, com idade acima  de 50 anos, para lhes garantir aposentadoria.

"Vamos mobilizar atletas, ex-atletas e as entidades esportivas para atuarmos juntos ao Senado. Temos que impedir esse absurdo, pois os atletas tem uma vida profissional curta e não podem ficar sem assistência. Assim como muitos ex-atletas, que estão ai sofrendo e sem ajuda dos poderes públicos e dos clubes por onde atuaram", afirma Bobô.

 

 

Compartilhar Notícia

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter